No último dia 10, participei do Innovation Forum da ScanSource/Network1, onde foram abordados 4 temas para muita reflexão de todos nós como sociedade, foram eles:

  • LGPD – Sua empresa está preparada para a Nova Lei?
  • A era da economia da inteligência artificial e do intangível;
  • O futuro da força de trabalho, o que as organizações precisam pensar e fazer agora?
  • Megatendências 2020/2030: Inteligência Artificial, Blockchain e Internet das coisas.

Todas as palestras foram muito boas, mas hoje gostaria de abordar uma em especial, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Como atuamos como Integradores de Valor Agregado (VAR – do inglês Valued Added Reseller), recebemos diariamente comunicados de distribuidores e fabricantes sobre como determinada solução pode ajudar os clientes nesse tema.

Pensando pelo lado do cliente, vejo que a tecnologia é apenas um dos elos para as empresas ficarem dentro da conformidade e que essa não é a primeira etapa a ser buscada.

Uma coisa precisamos ter clareza: de agora em diante a Governança de TI terá que criar maturidade. Vejo que existem vários pontos obscuros na Governança atual, você CEO, CIO e demais responsáveis, já pensaram em coisas como:

  • Qual é o ciclo de vida dos dados na minha empresa?
  • Quem são as pessoas que possuem senhas privilegiadas e por quê?

Nossa vida é e será cada vez mais digital, este é um caminho irreversível. As novas gerações vão consumir cada vez mais produtos e serviços através de plataformas digitais, por isso essa é a primeira de várias leis que surgirão para regulamentar a vida digital.

Você deve estar pensando “mas essa lei é só para as grandes empresas, a minha não precisa disso”. Esse é um pensamento equivocado, a lei se aplica a todos que atuam no território nacional e que têm as seguintes práticas:

  • Coleta dados de pessoa física, seja como contratado direto ou terceirizado;
  • Realiza operações de tratamento de dados;
  • Oferta e fornece Bens/Serviços.

Pensando nisso e sabendo que não é só tecnologia que o cliente precisa, mas sim criar uma Governança madura, que a TRADESYS oferece serviço de consultoria para ajudar nossos clientes a avaliar a maturidade da Governança, antes de começar a investir em tecnologia.

Lembrando que a Lei veio para gerar Transparência, criar uma Governança segura e garantir, acima de tudo, Privacidade.

Se você não sabe por onde começar, quem envolver no processo e o quê priorizar, a TRADESYS pode ajuda-lo! Entre em contato conosco.

Nos próximos artigos falaremos um pouco mais sobre o assunto, dessa vez abordando o Futuro da Força de trabalho. Até lá!

Rogerio Silva